Mais de 400 motoristas de ônibus participam de capacitação do “E Se Fosse Você?”

O auditório do SEST/SENAT ficou lotado, nesta terça-feira (11), durante a capacitação promovida pelo Grande Recife com mais de 400 motoristas da empresa Caxangá. Eles foram convidados a participar de palestras e vivências que orientam para o respeito à pessoa idosa e à pessoa com deficiência. O encontro foi um desdobramento do projeto “E Se Fosse Você?” que, entre outros objetivos, busca melhorar as relações entre os operadores do transporte público e os usuários.

“Quase 70% das reclamações registradas no Grande Recife estão ligadas às questões comportamentais dos operadores. Motoristas que queimam paradas de ônibus ou se recusam a acionar a Plataforma Elevatória Veicular (PEV) são algumas dessas queixas”, diz Marcus Petrônio Iglesias, gerente de Relacionamento do Consórcio.

Com base nestes dados, segundo ele, o Grande Recife decidiu levar o projeto “E Se Fosse Você?” – que acontece nos terminais da Região Metropolitana – para dentro das empresas operadoras do transporte público. A primeira foi a Caxangá que conseguiu reunir 220 motoristas para palestras e atividades na parte da manhã e outros 220 operadores para as mesmas ações no turno da tarde.

Além do Grande Recife, palestraram ainda representantes do Conselho Estadual de Idosos e da Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência (SEAD). “Nós apresentamos aqui as terminologias politicamente corretas para a pessoa com deficiência, dicas de convivência, como conduzir uma pessoa com cadeira de rodas ou cega, como se dirigir a uma pessoa surda com dicas básicas da Linguagem Brasileira de Sinais (Libras). Foi um momento de muita interação com estes operadores”, afirmou Edmilson Silva, superintendente da SEAD.

Durante a ação, alguns motoristas ainda foram convidados a interagir utilizando muletas, cadeira de rodas, óculos embaçados, caneleira de peso e protetor auricular. Tudo para estimular o respeito e o cuidado com a pessoa idosa e a pessoa com deficiência.

“Foi muito importante participar de uma capacitação como esta e se colocar no lugar da pessoa com deficiência. Assim, a gente entende melhor a dificuldade de cada um”, relatou o motorista Dangelo Cordeiro.

Até o dia 03 de dezembro, Dia Mundial da Pessoa Com Deficiência, o Grande Recife levará esta mesma atividade a outras empresas operadoras e terminais de ônibus da RMR.