Grande Recife lança VEM Trabalhador

Dando continuidade a implantação do novo modelo de bilhetagem eletrônica, o Grande Recife Consórcio de Transporte anuncia, hoje, o detalhamento do início da operação do VEM Trabalhador, que irá substituir o Vale Transporte (nas versões eletrônica e papel).

Atualmente, mais de 450 mil trabalhadores utilizam o vale transporte diariamente para seu deslocamento casa/trabalho. Dezoito mil empresas, públicas e privadas, estão cadastradas junto ao Grande Recife para a utilização do serviço. O VEM Trabalhador entra em funcionamento no início de junho.

Mensalmente, cerca de R$ 34 milhões são aplicados nas operações de venda do Vale Transporte. Deste total, R$ 17 milhões corresponde a compra de créditos do VT Eletrônico e R$ 17 milhões a compra de 9 milhões de vales em papel (que ainda é utilizado por cerca de 10 mil empresas). O fim do vale papel é um reivindicação antiga dos empregadores.

Apesar da fiscalização intensa, muitos usuários utilizam de forma errada o vale papel o que possibilitou a criação de um mercado paralelo, onde este tipo de produto é vendido para pessoas que não têm direito ao benefício, provocando prejuízos para as empresas.

Assim como o VEM Estudante – cuja venda de créditos pela Internet será iniciada no próximo dia 01 de junho – o VEM Trabalhador oferecerá todo o conforto e segurança do carregamento embarcado (que possibilita a inserção dos créditos no cartão eletrônico dentro do próprio ônibus).

Para os empregadores, a chegada do VEM Trabalhador significa um avanço importante, que irá facilitar bastante as rotinas administrativas, incluindo a redução de tempo e de custo. Para efetuar o pagamento dos créditos, a empresa irá se cadastrar no site www.vemgranderecife.com.br e estará apta a imprimir um boleto com o valor total a ser pago, na rede credenciada.

No mesmo site o empregador irá discriminar os números dos cartões dos beneficiários e qual o valor que será atribuído individualmente. Com a nova tecnologia, serviços como, por exemplo, a consulta de saldo on-line serão disponibilizados. Outra novidade é a gratuidade para a primeira via de todas as empresas/usuários. Atualmente, o valor pago por cartão é de R$ 11,10 para primeira e segunda via.

Além do canal online, as empresas que desejarem poderão fazer a compra de créditos e o carregamento dos cartões nos postos de atendimento da Agamenon Magalhães e Praça Maciel Pinheiro. Nestes casos, será necessário que o portador esteja com todos os cartões que serão carregados e o pagamento terá que ser feito em dinheiro.

Atualmente cerca de 150 mil cartões são utilizados por funcionários da rede pública e 300 mil usuários/empregados utilizam o bilhete na rede privada. A implantação do serviço trará mais segurança devido ao fim do manuseio, movimentação e estocagem dos bilhetes por parte das empresas. Para os funcionários os benefícios serão ainda maiores, pois os mesmos não precisarão se deslocar até um ponto da rede credenciada para a recarga, ou ter que entregar o cartão e aguardar a recarga por parte da empresa.

Novidade – Outra inovação trazida pela nova tecnologia para o carregamento embarcado do VEM Trabalhador, será a possibilidade dos empregadores pessoas-físicas poderem disponibilizar os bilhetes para funcionários que exercem funções como empregada doméstica, motoristas particulares, jardineiros, entre outros. Para isso, o empregador terá que cadastrar seu CPF e registrar a quantidade de funcionários que utilizaram o VEM Trabalhador. O pagamento dos créditos será feito na rede credenciada e o carregamento também será embarcado.

Estudantes – A venda dos créditos pela internet e do carregamento embarcado começa no próximo dia 01 de junho para os usuários do VEM Estudante. Cerca de 300 mil estudantes que utilizam o bilhete serão diretamente beneficiados pelo no modelo. Além da modalidade embarcada, os estudantes contarão com a opção de continuar carregando os cartões no posto de atendimento da Praça Maciel Pinheiro.

Veja aqui, o vídeo com o lançamento do VEM Trabalhador.