Transporte Complementar começa a operar com a tecnologia do VEM

Após o anuncio do início do carregamento embarcado para o Vale Eletrônico Metropolitano Estudante, o Grande Recife Consórcio de Transporte traz outra novidade para os estudantes que utilizam o Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (STP/RMR). A partir de hoje, 75 (o equivalente a 60%) dos 107 veículos do Transporte Complementar iniciam a operação dos novos validadores, aptos a fazer a leitura dos dados dos cartões VEM. Amanhã, 100% da frota estará com os novos equipamentos em operação.

Atualmente, nove linhas da RMR são operadas pelos complementares e em cada uma delas, haverá pelo menos um veículo operando com o VEM já partir de amanhã. Para viabilizar a compra e instalação dos validadores compatíveis com a tecnologia utilizada na nova bilhetagem eletrônica, o consórcio intermediou as negociações entre os operadores e um banco local. O financiamento, de R$ 600 mil, foi liberado na segunda quinzena de abril. Todos os motoristas e cobradores que operam nestes carros passaram por um treinamento adequado para o manuseio dos validadores.

Salientamos que o carregamento embarcado para os usuários do VEM Estudante – que possibilita a inserção de créditos dentro dos ônibus após o pagamento do documento de arrecadação emitido pela internet – estará disponível no início de junho. O procedimento será opcional para os usuários que preferirem carregar os cartões sem a necessidade de deslocamento ao posto de carregamento do VEM, localizado na Praça Maciel Pinheiro – que continuará à disposição dos estudantes.

VEM Trabalhador – O próximo passo da bilhetagem eletrônica será a ampliação do benefício do carregamento embarcado para os usuários do Vale-Transporte Eletrônico, que será substituído pelo VEM Trabalhador. Ao todo, 8 mil empresas (representando um universo de aproximadamente 350 mil usuários) estão cadastradas junto ao Grande Recife. O processo está em estágio avançado e será implantado até o início do segundo semestre.