Nota de esclarecimento – Paralisação dos motoristas de ônibus

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos vem monitorando, desde a noite de ontem, a paralisação dos motoristas de ônibus da Região Metropolitana do Recife.

Surpreendida pela notícia da paralisação – que aconteceu em meio às negociações de reajuste salarial com a classe patronal (Setrans) – a EMTU entrou imediatamente em contato com o comando da Polícia Militar solicitando apoio para garantir a segurança dos operadores (motoristas e cobradores) e passageiros do Sistema de Transporte Público de Passageiros.

Durante todo o dia a EMTU promoveu ajustes no sistema para garantir a operação. Em alguns casos específicos, houve o remanejamento de veículos de empresas menos afetadas pela paralisação para outras mais prejudicadas para garantir o deslocamento dos usuários.

Além disso, a ação conjunta entre a PM e a EMTU garantiu a operação nos terminais de integração e principais corredores de ônibus. Houve, no entanto, alguns registros – repassados pelo Setrans e pela mídia local – sobre a ação de vândalos que obrigaram alguns motoristas a entregar as chaves dos veículos, impedindo a continuidade das viagens. Houve também o registro de uma agressão a um motorista da empresa Globo, na localidade no Córrego do Jenipapo, Zona Norte do Recife, que foi atacado com uma pedrada na cabeça e encaminhado ao Hospital da Restauração.

No início da tarde, a EMTU, a PM e o Setrans realizaram um balanço das ações realizadas e realizaram os ajustes necessários para garantir o retorno dos usuários para casa.

É importante salientar que independentemente do final das negociações e do percentual de aumento salarial que venha a ser aplicado – que são de responsabilidade das categorias patronal e de funcionários – não haverá, em nenhuma hipótese reajuste das tarifas de ônibus da RMR. A periodicidade do reajuste conforme determinado em reunião do Conselho Metropolitano de Transportes Urbanos (CMTU), no último mês de janeiro, é anual.

Reiteramos o compromisso da EMTU em manter o equilíbrio do Sistema de Transporte Público de Passageiros da RMR e garantir o melhor atendimento aos usuários.

Esperamos que a categoria dos motoristas, através de sua entidade representativa, opte pelo encerramento imediato da paralisação e retome as negociações com as empresas do setor, conforme ficou acertado em reunião na Delegacia Regional do Trabalho.